Quarta-feira, 31 de Maio de 2017

Pescadores precisam-se.

Palangre.jpg

publicado por marinheirojimmy às 23:25
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 31 de Janeiro de 2017

Caxinas--- Terra Querida

caxinas.jpg

 

Esta vai para todos aquelas bestas que pensam que as Caxinas é um local onde todo o mundo se insulta, um local de arruaceiros e de pessoas mal-educadas e bêbados e drogados, A dias vi uma reportagem na TV acerca da minha querida terra, e acreditem que não existe terra nenhuma no mundo onde eu prefira estar do que na minha, saber o que é sentir o mar e o seu cheiro todos os dias que saio a rua, sentir-me orgulhoso do meu povo, porque acreditem que quando conquistam um caxineiro têm um amigo para toda a vida, por isso para aqueles que fizeram a reportagem e nos colocaram como um bando de pescadores, drogados e bêbados e porque não conhecem nem fizeram o seu trabalho de casa bem feito, isto vindo de uma pessoa que pertence a uma família de pescadores e a qual tem orgulho, porque esta mesma família são os meus ídolos porque tudo o que fui, sou e serei deve-se a eles e a comunidade onde estou inserido, e acreditem que é extremamente fantástico ir a um sábado de manha ao cais e conviver com aquelas pessoas humildes e singelas e ouvir as suas histórias de vida, estar com o meu pai e com os seus camaradas pescadores e ter o privilégio de os ouvir, ouvir o que eles passam no mar e saber que não e fácil.

Permitam-me que dirija umas palavras acerca da "Raça Caxineira", acerca da família Caxineira. Caxinas é um lugar pertencente a Vila do Conde, não é um bairro piscatório como muitas vezes aparece noticiado nos órgãos de comunicação social. Os Caxineiros são Vila-condenses de 1ª, como são os de outros lugares da cidade de Vila do Conde. Não queremos ser tratados como especiais, mas também não somos coitadinhos como muitas vezes parecem querer dizer... Os Caxineiros são pessoas de trabalho árduo, labutam na vida do mar horas a fio, (15,16 18 horas dia), por de trás do aspecto áspero, de um falar duro e rude encontra-se um homem amigo, fiel aos seus amigos, e muito dado a sacrifícios. Numa tese uma professora apresentava o homem das Caxinas como um "Homem de ferro em barcos de pau", nem mais. Os Caxineiros raramente viram a cara á luta, são pessoas capazes de morrer a trabalhar como a história tem ensinado ao longo dos anos. O Homem do mar merece-nos respeito! Uma palavra também às Mulheres das Caxinas. Muitas das vezes obrigadas pela própria vida a fazerem de pai e mãe ao mesmo tempo, como diz o ditado. "Por de trás de um grande homem está uma grande mulher", A todas as mulheres Caxineiras um bem-haja! Os Caxineiros são pessoas de fé, cultivam a fé na sua simplicidade, bairristas na doação aos seus e aos outros. Temos problemas como as outras terras têm também

Nas Caxinas conta-se uma história particular. Neste lugar, zona de pesca e de mar, de rijeza e de humildade, há um povo que lutou pela sobrevivência a bordo de um barco.

Nas Caxinas ouve-se o riso e vê-se a cor. Por todo o lado, apesar das gentes sempre vestidas de preto. Não há família caxineira que não tenha perdido alguém no mar.

Nas Caxinas vive-se com emoção. Com orgulho nas raízes. Com a coragem e a revolta dos dias vividos no limite do medo.  Com um dialecto que é único.  São “estátuas de bronze a andar”, os Caxineiros da poesia de José Régio.  Não se sabe a origem da palavra. Poderá vir do latim “cachinare”, que significa rir às gargalhadas.

Nas Caxinas vive-se em casas de azulejos alegres, com peixe a secar nas cordas a meias com a roupa preta. Faz-se do passeio público um quintal. Passa-se a velhice entre as memórias, as agulhas de tricot, o baralho de cartas e a conversa com quem passa.

A minha Honra, a minha Homenagem aos Homens e Mulheres da minha Terra as Caxinas!

CSJ

publicado por marinheirojimmy às 17:22
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito (2)
|
Sexta-feira, 6 de Maio de 2016

Os primeiros dias da safra da sardinha do ano 2016

nova safra.jpg

 

Assim começou mais uma nova safra de sardinha na costa portuguesa

aqui está um bom lanço de peixe, 

boas pescas .

Jimmy o marinheiro 

publicado por marinheirojimmy às 16:28
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 26 de Dezembro de 2015

Traineiras de Matosinhos

mar da galicia.jpg

maria da gloria.jpg

Restinga.jpg

rosina.jpg

s.come.jpg

sul.jpg

senhora de monserate.jpg

senhor de matosinhos.jpg

 

publicado por marinheirojimmy às 10:14
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quinta-feira, 8 de Outubro de 2015

Onde estão a medidas de segurança ?

naufragio 1.jpg

naufragio 2.jpg

naufragio3.jpg

naufragio4.jpg

naufragio5.jpg

naufragio6.jpg

naufragio8.jpg

naufragio9.jpg

naufragio10.jpg

naufragio11.jpg

naufragio12.jpg

 PERGUNTO A MIM MESMO E NÃO TENHO RESPOSTA PORQUÊ ACONTECEU ?

SERÁ QUE NINGUEM VAI FAZER NADA , E SO FALAMOS ! ONDE ESTÃO A LEIS DE SEGURANÇA , ?

NADA MAIS DIGO, PAZ A SUAS ALMAS , MEUS IRMÃO. OS MEUS SENTIMENTOS A FAMILA...

publicado por marinheirojimmy às 07:53
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sábado, 5 de Setembro de 2015

Rampa de descarga antiga das traineiras

lugar de descarga no porto de Matosinhos.jpg

 Assim era a descarga em Matosinhos nos anos 50. onde se encontra o cais do meio. 

publicado por marinheirojimmy às 19:28
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 6 de Agosto de 2015

Soto-Maior& José Alberto

Soto-Maior & José Alberto.jpg

 

são Jacinto.jpg

 

publicado por marinheirojimmy às 12:17
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 11 de Junho de 2015

Senhor da Pedra

senhor da pedra.jpg

" Ordens a meia -noite "
Já tinha passado o alvor !. . .navegar em 12 braças de agua por fora da ínsula , chalandra em baixo proeiros atentos em busca do ouro de " São João " . Por fora de mim vinha o Mestre " Ti Canuna " "e o Mestre Zé Caravela ". . .sonda limpa, sonar limpo, e tristezas espelhadas no rosto. Ao cambar a " Burra pesqueiro" para o sul vejo o mestre " Ti Ezequiel "alar as peças no rego da " Joana pesqueiro " . . .grande carga de sardinha calei-me !. . . e apartei um 1/4 de milha para a terra , ficando com a " Oliveira " pela proa , começou a marcar uns peixitos das 6 braças para o fundo e o sonar começou a cantar de alegria há aperta um bocadinho a estiva e perguntei ao contra / mestre " Que rumo vais!. . . a oeste quarta sudoeste !. . . sonar ficou todo vermelho . . . anda a norte!. . . rumo. . . norte direito!. . . quarta leste!. . . vai na hora de Deus larga !. . . caíqua fica pela popa , retenida a correr argolas a saltar da caneja e o " Ti Zé da Nora " a contar 1 2 3 4 . . . 45!!. . . lanço redondinho e chega a traineira com a proa de norte a caíqua , maçaricas para dentro calôes aos guinchos e aladores presos a traineira num sinal de coragem e força. E ouve-se gritos!. . . " andai a biba ". . . aguas paradas cotê pela proa e pela a ré e as gaivotas numa sinfonia rodando a cortiça num sinal de esperança. As traineiras que me acompanhava rumo na minha direcção , falaram ao rádio " estas safo da burra" respondendo o mestre !. . . . o peixe cegou-me os olhos , acho que estou safo, mas seja o que " Deus " quiser!. . . ouço gritos esta a bater a proa é grande!. . . . Olho para a ré e vejo o meu contra / mestre a lançar o barrete ao mar gritando!. . . " esta a boiar a ré ". . . .Num acto de malandrice calei-me esperei que as argolas viesse dentro. olho para o norte e vejo o Mestre " Ti Canuna " e o saudoso Mestre " Caravela " refiro-me a moeda de 50 escudos que uma dessas faces tinha o desenho de uma caravela , e assim ficou a alcunha para toda a vida .As argolas já estavam dentro começa a virar a rede e ia fechando e a rainha dos mares brilhavam como prata. . . Enxuga !. . . pus a mão a cupejada apertei e não tinha barco para tanto peixe!. . . enchi a conta e brindei o meu amigo e camarada de longa data o Mestre Caravela com outra conta . Rumo a Leixões a toda a palheta e ao rodar o farol " Verde " do porto doca sem barcos, e um mar de gente ansioso pelo ouro de " São João " passo cabos a terra . . . Homens aos ganchos e num alar de frenesim a " Bibá !. . . primeiro carro a venda rendeu 18 contos cada cabaz, os rostos até aqui tristes e gelados do orvalho de " São João " encheram se de alegria e felicidade . Terminada a descarga exclamou o escrivão estamos ricos !. . . 17 mil contos limpo pó livro , vinde as portas vermelhas para receber caldeirada . . . .- Ò mar !. . . Tanto nos dás lágrimas como de alegria !. . . Hoje salvamos a safra e salvamos a" Rainha pela Cona. . . !
" Diários de bordo "

 

publicado por marinheirojimmy às 23:22
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quinta-feira, 21 de Maio de 2015

Avé Maria

ave maria.jpg

 

publicado por marinheirojimmy às 16:56
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 20 de Maio de 2015

Massarelos

Massarelos.jpg

 

 Pedro Cunha tem em seu poder uma série de fotografias antigas de vários locais de Portugal, entre as quais algumas do Grande Porto, que decidiu partilhar nesta página.

A que agora publicamos retrata uma série de bacalhoeiros e outras embarcações atracados em Massarelos, c.1930.
Pedro Cunha tem em seu poder uma série de fotografias antigas de vários locais de Portugal, entre as quais algumas do Grande Porto, que decidiu partilhar nesta página.

A que agora publicamos retrata uma série de bacalhoeiros e outras embarcações atracados em Massarelos, c.1930.

 

 

publicado por marinheirojimmy às 22:31
link do post | comentar | favorito (2)
|
Quinta-feira, 23 de Abril de 2015

Comandante Tenreiro

comandante Tenreiro.jpg

 

 Arrastão Comandante Tenreiro da Lusitânia, no Atlântico Norte, anos cinquenta, pois já tem radar e a borda de bombordo ainda não foi fechada. Segundo do nome, pois o primeiro Comandante Tenreiro, construído de madeira para a pesca à linha, também para a Lusitânia, naufragou na Gronelândia em 1946 após colisão com um iceberg. Este navio de aço, foi o primeiro arrastão construído nos estaleiros da Figueira da Foz, segundo os planos dos primeiros arrastões da SNAB. A 23 de Dezembro de 1973, regressou da sua última campanha com avarias várias, ocasionadas por um temporal. Foi sujeito a algumas reparações em Aveiro e era suposto voltar à pesca. O 25 de Abril, fez mudar-lhe o nome, agora indesejável, para Gronelândia. O armador começou a desinvestir, vendendo os restantes navios a outros armadores. Depois de vários anos a chorar ferrugem em Aveiro, veio para Lisboa para ser demolido, sendo registado em Lisboa com o número LX-73-N para efeitos de demolição. Foi considerado demolido a 12 de Abril de 1984. Alguém tem fotos deste navio imobilizado em Aveiro? Foto Eduardo Lopes.

publicado por marinheirojimmy às 12:56
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 21 de Abril de 2015

Mulheres em terra homens no mar

mulher na salga.jpg

mulheres na Salga do bacalhau 

mulheres na salga 1.jpg

recolhendo o bacalhau ao fim do dia 

mulheres na salga 3.jpg

 

assim era naquele tempo

mulheres em terra homens no mar 

 

publicado por marinheirojimmy às 21:24
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 4 de Abril de 2015

Os novos barcos de arrasto

 

publicado por marinheirojimmy às 22:11
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 13 de Março de 2015

Inacio cunha & abordo do Argus

rombo do inacio cunha.jpg

 Depois de ter ido contra o cais , Inacio Cunha

abordo do argus.jpg

 abordo Do Navio Argus . 

publicado por marinheirojimmy às 11:49
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 11 de Março de 2015

Vila Do Conde

Vila do Conde.jpg

 o arrastão navio Vila do Conde no porto de Aveiro.

publicado por marinheirojimmy às 13:54
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 7 de Março de 2015

Pescador descarregando sua pesca

11016823_439845856174056_5332752977482329639_n.jpg

 

doreis.jpg

 

 

descarga dos dories.jpg

 

descarga dos dories.jpg1.jpg

 

 

assim era a vida no doris na pesca do Bacalhau.

eles lá elas cá,!

10928182_439224709569504_5985947529513122936_o.jpg

linda foto Antiga o bacalhau escalado com sua cabeça.

 

publicado por marinheirojimmy às 09:37
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 4 de Março de 2015

José Cação

José Cação.jpg

 José Cação de partida para faina,

publicado por marinheirojimmy às 23:26
link do post | comentar | favorito
|

São Rafael

são Rafael.jpg

 

arrasto.

são rafael 1.jpg

 

depois da modificação.

São rafael2.jpg

 

Redes de Malhar

São Rafael 4.jpg

 

 

 

 

publicado por marinheirojimmy às 16:36
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 3 de Março de 2015

SANTA ISABEL_St John's_ Newfoundland March 3rd 2015

Santa Isabel.jpg

 SANTA ISABEL_St John's_ Newfoundland March 3rd 2015

publicado por marinheirojimmy às 22:57
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 2 de Março de 2015

Alberto leite na doca seca de vila do conde

Alberto leite,na carreira de vila do conde.jpg

 

Alberto Leite a ser construido na carreira de vila do conde.

alberto leite.jpg

 

depois de um forte Temporal,a chegada da bonança. 

aqui tambem o Foz do Douro comas velas rasgadas do temporal .

 

 

 

publicado por marinheirojimmy às 16:15
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Contador





contador de visitas







 photo 10703768_822814667739718_7346336863707751898_n-1.jpg

height="200"
http://www.promarinha.pt
Uma Empresa de Nome e Historia
  height=  height=
Em Homenagem aos
amigos e companheiros
Marinheiros Pescadores
Das Caxinas -Vila do Conde

.posts recentes

. Pescadores precisam-se.

. Caxinas--- Terra Querida

. Os primeiros dias da safr...

. Traineiras de Matosinhos

. Onde estão a medidas de s...

. Rampa de descarga antiga ...

. Soto-Maior& José Alberto

. Senhor da Pedra

. Avé Maria

. Massarelos

.arquivos

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Janeiro 2017

. Outubro 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Fevereiro 2016

. Dezembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009






Estou a seguir


 photo dories.jpg













eXTReMe Tracker