Terça-feira, 23 de Maio de 2017

Sailing in the seas of India, with the dolphins,

 Sailing in the seas of India, with the dolphins

Golfinhos no mar da india 

publicado por marinheirojimmy às 12:46
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 27 de Fevereiro de 2015

Jubilee Sailing Trust

10931624_800791319976734_8927707782628646339_o.jpg

 

**BREAKING NEWS**

We have just received bursary funding for 5 people to sail on board Tenacious on her brilliant Portimao voyages in the Spring. Originally priced from £795pp, for 5 lucky people you’ll only have to pay £99* to help towards the cost of your food on board.

On 17th March, Tenacious, will be setting sail from Valencia to spend a glorious voyage sailing to Portimao. Discovering the gorgeous Spanish and Portuguese coastlines along the way, she’ll arrive in the Algarve after a brilliant 8 day sailing adventure. From here she’ll then embark on an exciting 11 day voyage to the Azores. Setting out across the open sea, she’ll experience some excellent sailing - and will also have a great chance of seeing some whales on her crossing. The Azores are one of the best places in the world to discover whales and dolphins - especially in April when these fantastic animals migrate past the islands.

Not only will you get to experience these wonderful destinations, but at the same time you’ll also be learning how to sail a remarkable tall ship. Setting the sails, helming the ship and climbing the mast are just a few of the things you will be learning. And what’s more - Tenacious is one of only 2 accessible tall ships in the world that was designed and built to accommodate a wide range of physical disabilities. So it doesn’t matter what physical ability you are - you will become a vital part of the crew no matter your capabilities.

For more information about these brilliant voyages please contact Josephine on +44 (0)23 8042 6849 or email Josephine@jst.org.uk and if you know anyone who may be interested please share this with them.

*Transport to and from the ship not included.

publicado por marinheirojimmy às 21:20
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 13 de Fevereiro de 2015

Pá da salga do bacalhau

pá da salga do porões dos navios bacalhoeiros.jp

 

 

Pá magica da salga e do stress dos homens metidos no porão do navio salgando o peixe o bacalhau, horas e horas a fio sem se lembrarem se é noite ou dia vezes se conta fazendo sempre o mesmo movimento, como de uma guitarra se tratasse, um lindo utensilio, com lindas historias e pensamentos guardados no coração.

os meus comprimentos aos meus companheiros do nosso mar.

publicado por marinheirojimmy às 06:40
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 1 de Fevereiro de 2015

S.GABRIEL

S.GABRIEL.jpg

 AQUI está   um navio e muitas historias, e muitas vidas

passadas dentro dele, eu como muitos mais teremos elas dentro do nosso pensamento, das longas viagens que demos .  

publicado por marinheirojimmy às 16:11
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 30 de Abril de 2014

FLY TAP.

 

 

 

publicado por marinheirojimmy às 11:54
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 14 de Maio de 2012

Enfrentando Tempestade nos mares

tempestade
publicado por marinheirojimmy às 15:25
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 23 de Novembro de 2011

Luis Fortunato

publicado por marinheirojimmy às 22:35
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 8 de Abril de 2011

Regresso

Regresso

Assim volto ao meu porto

Com toda saudade

Não imaginas meu coração

Nesta onda de felicidade

Volto e voltarei

Não quero que descubras

Por onde naveguei

Para que sofras aquilo que passei

Quero sim que vejas

Minha alegria,

Porque voltei

E voltarei sempre

Lutarei contra

Os monstros e

E as sereias Falsas

Não me deterão

Para ao teu encontro vir,

Combati tempestades

Entre onda de mistério

O rumo descobriu

Nos mistérios dos oceanos

Tu mostras-te que os sete mares

Sabem guardar segredos

Onde sereias encantam

E me escondia

Entre rumos falsos

E verdadeiros

Esses rumos da felicidade

Onde eu adoro sentir

E sinto grande felicidade

Por teu coração ouvir

Tuas palavras contemplar

Que faz alegria pairar

Na onda de alegria rumar…

 

Autor-Jimmy oMarinheiro

 

 

Para ti eu escrevi. com um doce beijinho.

feliz fim de semana.

 

Jimmy o Marinheiro

publicado por marinheirojimmy às 10:24
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|
Quarta-feira, 2 de Fevereiro de 2011

Titulo de um pescador bacalhoeiro,entre terra nova e Noruega,navio motor INVICTA

foi neste Navio bacalhoeiro de arrasto que fez uma viagem de oito meses. Título de um pescador o navio de arrasto que eu me refiro era idêntico a este e da mesma empresa,SNAB com o nome INVICTA. Tinha acabado de naufragar no navio pesca do bacalhau, Rio Antuã na minha primeira viagem ao grande banco, da terra nova, Tinha eu entre 19e20 anos! Ou era pesca nos grandes bancos ou tropa, e não sendo eu que escolhi o rumo da minha vida, era esse o meu destino. Então embarquei no navio chamado Invicta da empresa dos armadores bacalhoeiros, S.N.A.B. penso que era uma empresa que pertencia ao estado não tenho bem a certeza se realmente era. Numa viagem que demorou oito meses, esta era a minha segunda viagem, mas em tipo de pesca diferente porque esta era de arrasto, embarquei de pescador, e fez toda viagem de timoneiro, eram doze horas por dia agarrando a roda do leme, onde nas primeiras semanas os meus pés incharam, eram como uma pipa cheia de vinho, inchados, por motivo de estar doze horas de pé, foram horas de angustia, cada hora era um pesadelo, dava para tudo que era imaginação, Então depois com o tempo brincava com a roda do leme, sabia todos segredos que ela tinha, era uma cadeira, era minha tábua de ginástica, meu companheiro das minhas saudades, que secava minhas lágrimas, minha tábua de lamentações, era ele que me ouvia, e tábua dos meus sonhos, mas que lindos se transformavam, havia de tudo um pouco, nos momentos da solidão que não se tinha noticias nem rádio, e quando se tinham, já essa dita carta tinha sido escrita a dois meses, mas mesmo assim eram bem saborosas. Voltando a pesca começamos pela terra nova no ano 1974 no vinte e cinco de Abril, me lembro muito bem quando chegamos a Portugal havia mudanças, com a revolução dos cravos. Pescamos quatro meses e fomos acabar a viagem para norte da Noruega, fomos acabar de carregar o navio lá. Atravessamos o atlântico oceano para fazer mais quatro meses.foi a carga total do navio 14 mil quintais de peixe salgado e escalado. nessa viagem deixamos o nosso cão perferido da tripulação em Noruéga, como nós diziamos que tinha encontrado uma noruéguesa linda e lá ficou, quando tinhamos dado por ela já era tarde para dar volta ao barco ou seja ao navio, Quando lá chegamos nunca mais parou de se trabalhar, era todos os quartos fora e dentro 18 horas a trabalhar e seis a descansar, no de muito tempo os corpos começam a ceder com o cansaço, me lembro de um companheiro cortar a mão de propósito para tentar sua sorte para ficar na cama, mas foi em vão a sua tentativa. Então o comandante mudou-me para o convés e ele para o leme, porque assim ele bem ou mal podia fazer leme com uma mão, e como era muito peixe, nos (quetes) lugar onde o peixe ficava para ser limpo, e escalado como se tratava do nosso querido bacalhau, Mais uma tortura para mim, passo a explicar, como eu não estava habituado a esforços era somente leme que eu tinha vindo a fazer ao longo de cinco meses, e de repente teve que ir trabalhar no peixe, o corpo cedeu, o caso complicou-se quando me abriram os pulsos com o esforço do garfo, que nós lhe chamamos a forquilha, mas com o tempo tudo veio ao normal, Me lembro muito bem que o fundo do Quete, nunca era limpo porque assim que as redes iam a água o barco era cheio de peixe, era peixe por quanto era barco, nunca tinha visto assim tanto bacalhau, foi carregar o navio até ao topo. Foram oito meses de pesca, entre entrada e saída de Lisboa e entrada, para ganhar 15 mil escudos. Era mesmo uma miséria e uma escravidão, aqui fica uma viagem mencionada, por um jovem pescador da época, Em homenagem a todos pescadores bacalhoeiros da época um grande abraço. Autor-Jimmy o Marinheiro
publicado por marinheirojimmy às 19:48
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quarta-feira, 27 de Outubro de 2010

Historia de Pescadores

Olá amigos e amigas

Aqui lhe passo a relatar um lindo acontecimento de outrora nos dias de festa da nossa senhora de Assunção.

Da Povoa de Varzim, como podem repara na fotografia está tudo bem trajado, não para ir a pesca mas sim para irem a festa da nossa senhora de Assunção,

Eram nove meses de faina da pesca de sardinha e safra começava em Abril e terminava em Janeiro e os pescadores com suas famílias imigravam para Matosinhos, muitas das traineiras iam para o porto da Povoa de Varzim

Para ver procissão da nossa senhora,

E como o dinheiro era pouco aproveitavam a boleia dos barcos que iam para lá para serem benzidos no dia da festa,

 E também para quem não era pescador podia aproveitar para dar um passeio pelo mar.

Como era aquela vida como uns escravos mas com muita fé, e isso eram que os faziam mover muralhas, tempos difíceis aqueles, sem dinheiro mas muito trabalho e labuta.

Jimmy o marinheiro          

publicado por marinheirojimmy às 19:26
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

.mais sobre mim

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.Contador





contador de visitas







 photo 10703768_822814667739718_7346336863707751898_n-1.jpg

height="200"
http://www.promarinha.pt
Uma Empresa de Nome e Historia
  height=  height=
Em Homenagem aos
amigos e companheiros
Marinheiros Pescadores
Das Caxinas -Vila do Conde

.posts recentes

. Sailing in the seas of In...

. Jubilee Sailing Trust

. Pá da salga do bacalhau

. S.GABRIEL

. FLY TAP.

. Enfrentando Tempestade no...

. Luis Fortunato

. Regresso

. Titulo de um pescador bac...

. Historia de Pescadores

.arquivos

. Outubro 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Janeiro 2017

. Outubro 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Fevereiro 2016

. Dezembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009






Estou a seguir


 photo dories.jpg













eXTReMe Tracker