Sexta-feira, 26 de Agosto de 2011

Sardinheiros,com as antigas redes da sardinha

publicado por marinheirojimmy às 13:03
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 9 de Agosto de 2011

Petróleo na costa portuguesa

Energia
Empresa canadiana "está a dar o máximo" para descobrir petróleo na costa portuguesa

Económico com Lusa  
09/08/11 20:47

 O director-geral da Mohave Oil & Gas, Arlindo Alves, disse hoje que a empresa de prospecção petrolífera "está a dar o máximo" para descobrir petróleo no mar da costa portuguesa.

"Estamos a tentar dar o máximo para descobrir. Estamos à procura dos melhores dados, a aplicar a melhor tecnologia que existe, mas ninguém pode garantir se vamos descobrir ou não", disse aos jornalistas Arlindo Alves.
 
A Mohave Oil & Gas, de capitais canadianos, opera em Portugal há 18 anos e dispõe atualmente de cinco concessões de prospecção, três 'onshore' (em terra), em Aljubarrota, Rio Maior e Torres Vedras e duas 'offshore' (no mar), estas designadas São Pedro de Muel e Cabo Mondego.
 
Arlindo Alves diz que a costa portuguesa "é similar à costa do Canadá, onde houve descobertas", mas também à costa norte de África, onde existe produção de gás.
 
O responsável considerou que a chamada Bacia Lusitânica "ainda não foi explorada na sua totalidade" e que, nos últimos anos, as operações da Mohave Oil & Gas em Portugal envolveram investimentos de 60 milhões de dólares (42 milhões de euros).
 
"Só nos últimos dois anos foram 23 milhões de dólares [16 milhões de euros]", disse. A operação que está a decorrer no mar (São Pedro de Muel e Cabo Mondego) até meados de Setembro envolve uma embarcação que reboca dez cabos submergidos com seis quilómetros de comprimento e cem metros de distância entre cada um deles (um quilómetro de largura total).
 
Os cabos integram sensores responsáveis pela leitura do choque de ondas sonoras com a superfície do oceano, previamente "enviadas" com recurso a canhões de ar, tecnologia conhecida como prospecção sísmica a três dimensões (3D).
 
Os dados recolhidos permitem perceber quais as formações rochosas no subsolo do leito marítimo e são depois interpretados por geólogos e geofísicos "que dizem onde [futuramente] perfurar", explicou.
 
"A hipótese de acertar é de 10%", estimou.
 
Para a sondagem obter resultados o navio tem de navegar a uma velocidade constante -- não pode parar -- e há que contar com impedimentos vários que decorrem do vento ou problemas com ruídos exteriores, como, por exemplo, motores de outras embarcações nas proximidades

 

publicado por marinheirojimmy às 23:10
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 14 de Julho de 2011

Acorrentado

Acorrentado estou.

Como se de uma ancora se trata-se

De baixo de pressão

Tento não deixar fugir a vida pelas mãos

Move-me mas não ando

Mexo-me mas não me liberto

Nunca esteve ocupado para nascer

Jamais estarei escondido para morrer

Sofro e não ajudo

Batalho mas não consigo libertar-me

Que correntes pesadas,

Deste meu viver

Queria mais poder

Para te socorrer

Sinto por ti

Sinto por mim

Este fardo de correntes

No meu corpo acorrentado

Acorrentado!

Estou a vida

A ti

Ao amor

E aos meus sonhos

E aos meus pesadelos

Com estás correntes

Estarei acorrentado…

 

Autor-Jimmy o Pescador

 

publicado por marinheirojimmy às 13:34
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Sábado, 9 de Julho de 2011

Farol das Emoções

FAROL das Emoções

Farol representa

Partida

Ficando o momento

Entre o vermelho e o verde

 Lado direito será saudade

Esquerdo representa dentro

Este farol saudoso

Do meu interno coração

Quando saio do porto

Arrebenta meu coração

Mas que partida

Sentida

Não sei por quanto tempo

Estarei,

Sei que por lá ficarei

Vou para águas longínquas

Sim com sofrimento

Não queria ser quem sou

Mas sou com sofrimento

Só o farol sabe

Deste meu tormento

Não há saídas felizes

Mesmo quando por pouco parto 

Há entradas alegres

Quando venho de muito tempo

Saudade do meu farol

Que já não via faz tempo

Do amor já lhe sinto o sabor

 Meu sonhador …

 

AUTOR-Jimmy o Marinheiro

 

publicado por marinheirojimmy às 16:11
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 4 de Julho de 2011

Navio do mar do norte

 

Polar king

 

em manobras, polar king

 

aqui lhes deixo estas lindas fotos de o navio polar king

 

publicado por marinheirojimmy às 16:54
link do post | comentar | favorito
Sábado, 4 de Junho de 2011

Fim-de-Semana da Sardinha

 

Chegada para um fim de semana em descanso.

Cavala -Carapau

 

 

Sardinha-apartada

Isto são os tanques de sardinha para conservar o peixe.

 

 

publicado por marinheirojimmy às 21:47
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 26 de Maio de 2011

Rainha de Portugal (SARDINHA)

 

Hoje de manhã fui ver os meus colegas pescadores da sardinha

No porto de leixões na descarga da Pesca, depois de uma longa noite

Ai está ela fresca saltando para matar o nosso desejo, rainha de Portugal

(Sardinha)que nos ajuda a viver e sustentar os filhos do nosso mar…  

 

aqui lhes deixo estas lindas Imagens, depois virão mais...

Jimmy o Marinheiro

publicado por marinheirojimmy às 14:52
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 20 de Maio de 2011

Home Sweet Home

Que bom e agradável estar de volta, saber dos amigos.

Voltei amigos e estou muito feliz por aqui estar no nosso Portugal.

Beijinhos e muitas felicidades para todos quanto me visitem.

Jimmy o Marinheiro

 

publicado por marinheirojimmy às 12:33
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 5 de Maio de 2011

All I NEED IS SHINE DAY

 

 

That all i need.

publicado por marinheirojimmy às 10:47
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
Quinta-feira, 7 de Abril de 2011

Olha o Perigo

Olhem eles brincando com o perigo!!!

Olhem com atenção eles brincando com o perigo, reparem bem está um pescador

Na popa do barco agarrado ao varandim da televisão sem colete de salvação, e depois

as coisas acontecem e ninguém é culpado, tem que haver sempre culpados, porque já saiu

Um decreto de lei que obriga a usar colete de salvação neste tipo de trabalhos perigosos

e ainda que assim não fosse, deveria estar um colega de trabalho de atenção,

 em caso de o companheiro cair a agua para ir em seu socorro.

Este é o meu ponto de vista, aqui fica ao critério dos senhores pescadores e da nossa Marinha,

Reparem bem na foto, se este Homem cai a água por algum motivo ninguém dá por nada,

já tem acontecido ele irem a (popa) traseira do barco,

 sozinho e Caia ao mar e ficam horas e em algum caso morrem,

por isso devemos alertar contra estes erros…

 

Não facilitem e um dia pode ser Fatal…

dois barcos diferentes e o mesmo erro, brincado aos filmes de super herois!!!

Porque não se cumpre as leis ?

porque eu fico triste quando leio o jornal e perco amigo no mar...

autor-Jimmy o marinheiro

publicado por marinheirojimmy às 08:32
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
Segunda-feira, 4 de Abril de 2011

Barcos de pesca da costa do norte, de Portugal

barcos do porto de leixões

 

Barcos de pesca artesanal

barcos de pesca, depois de um dia de faina.

 

 

Reparando as redes de malhar, para o sustento ganhar.

  

publicado por marinheirojimmy às 22:06
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 28 de Março de 2011

Mar do Norte,Norte Sea

aqui fica mais uma linda foto desta plataforma do mar do norte.

 

espero que gostem desta vista do mar aberto.

Jimmy o marinheiro

publicado por marinheirojimmy às 14:36
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Sexta-feira, 25 de Março de 2011

Assim se trabalha no mar do norte

numa operação de trabalho

 

Este grande Navio está ancorado com oito âncoras no meio do oceano fazendo de depósito

Quando recebe o petróleo e gás das plataformas que lhes enviam,

É para ser enviado para os navios petroleiros de grandes dimensões,

Para serem abastecidos no alto mar.

 

Assim se trabalha no mar do norte

por Jimmy o Marinheiro.

publicado por marinheirojimmy às 18:11
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Terça-feira, 22 de Março de 2011

Onde estou eu...?

aqui me encontro em trabalho

 

Fica aqui este lindo Poema de um maravilhosso trabalho escrito pela amiga (In-Perfeita)

 

Tens sabor salgado mas és doce no sorrir

O teu cheiro convida-nos a abraçar-te

Beijas os pés a quem se aproxima

Acenas e cumprimentas com as tuas ondas

 

Choras as tuas revoltas em nossa direcção

Repousas o teu carinho em pequenas lagoas

Carregas em ti o peso da melancolia

Na tua solidão assobias de forma espiral

 

No teu interior todos os seres te obedecem

A tua beleza esconde mistérios por revelar

Os rios correm ávidos do teu abraço

E a Lua enamora-se por ti e ensina-te a tua direcção

 

Deixas que viagem sobre o teu colo

Vais aonde queres no ápice do teu desejo

Tens o poder de transformar o sonho em realidade

No lugar onde adormeces começa o nosso sonho

 

O vento é o teu mensageiro incondicional

Envias recados às nuvens

Os relâmpagos dançam contigo na noite

E de dia convidas o sol para caminhar contigo.

 

(In-perfeita)

 

obrigada doce amiga.

Jimmy o Marinheiro 

 

 

publicado por marinheirojimmy às 05:04
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Domingo, 20 de Março de 2011

Por dentro de um navio

Cozinha

 Refeitorio

 

 Ginásio

publicado por marinheirojimmy às 03:57
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Sexta-feira, 18 de Março de 2011

barco de salvamento

 

o barco de salvamento mais moderno.

 

parte de mau tempo, mar do norte

publicado por marinheirojimmy às 21:03
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 15 de Fevereiro de 2011

Barcos de Pesca

barco de pesca arrasto,
publicado por marinheirojimmy às 23:39
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 26 de Agosto de 2010

Lugares por onde Passei

TROMSO-NORUEGA

publicado por marinheirojimmy às 03:44
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Domingo, 1 de Agosto de 2010

Historia de pescador

História de um pescador

Hoje meus amigos e amigas lhes vou contar uma historia verdadeira, minha que se passou comigo quando eu andava na faina de pesca artesanal do anzol,

Como vou passar a relatar, andava eu na pesca do anzol entre Lisboa e Figueira, e naquele tempo os barcos não estávamos preparados para ficarem uma semana sem ir a terra, porque alias aqueles barcos que se chamavam motoras de pesca artesanal do anzol,

((Trol)) que era uma linha e de metro em metro tinha um anzol na madre dependurado, que abrangia milhas de comprimento,  era como se chamava o aparelho que nós pescávamos a pescada e todos restante peixe, pois nesse tempo era trabalho e fome não faltava, não por falta de comer, mas sim por falta de mantimentos, e o patrão não queria vir para terra para poupar o gasóleo, assim imaginem trabalhar no duro e mal alimentados, era a vida .

 Nesse tempo uns anos antes de o vinte e cinco de Abril havia falta de pescadores marinheiros porque como vocês imaginam estava muita gente na tropa, ou seja no ultramar, e quando era verão os pescadores bacalhoeiros partiam então se sentia mais a falta de mão-de-obra e ai os patrões davam alguma coisa por fora da parte, que ao mesmo tempo nada davam, aquilo era uma manobra deles e o dinheiro era todo do mesmo saco.

E onde devíamos ser uns dez pelos menos éramos seis homens fazendo o trabalho de dez, e quem ganhava com isso era o patrão do barco, enquanto nós os tripulantes éramos como uns escravos até dormíamos em pé a compor o aparelho para ser usado novamente eram muitas horas ao longo do dia de trabalho, descanso eram só três e quando havia, ora retomado a minha historia era sexta-feira e todo mantimento tinha acabado e eram duas horas da tarde quando um barco de pesca veio ao nosso encontro e nos entregou uns trigos já secos para nos levarmos para o barco para o mestre, e nós dissemos que ok.

Ora deixem eu explicar ora toda linha ao comprido leva uma hora a navegar e eu e o meu colega estávamos numa lancha a remos numa ponta e o barco grande com motor estava noutra, para se poder alar o aparelho mais rápido, e era cada embarcação em cada ponta,

Então depois da entrega o barco rumou ao porto e nós ainda tinha-mos muito que dar e a fome apertar, eu olhei para o meu companheiro para mim, não pensamos em mais nada eu peguei na sêmea foi metade para mim e outra para ele, enquanto não acabamos não álamos o aparelho, e depois ficamos aflitos porque nem agua tínhamos connosco.

Lol,kkkkkkkkk, quando acabamos de alar todo o aparelho juntamo-nos com o outro barco, principal e diz o mestre para nós onde está o pão que o barco vos entregou, lolkkkkk

Estava na barriga, nós tínhamos de negar porque ia haver pancadaria porque ele também estava com fome lol kkkkkk,

Nós dissemos que ninguém tinha entregado nada para nos dar tempo para saltar para o barco principal, então viramos os a lancha para dentro e ele não convencido radiou para o tal barco que tinha prometido o pão, e o outro contou a verdade, olhem eu e o meu colega deus o tenha em bom descanso que já não se encontra connosco, parecíamos uns macacos a fugir e a rir dele do mestre da embarcação, ainda hoje isso me vem a mente quantas asneiras nós fazíamos por um pouco de pão seco,

Imaginem como era duro esse tempo, mas agora também não o deixa de ser porque há muitas famílias passando mal.

Amigo contou um pouco a conhecer o que se passava na vida da faina de pesca na costa Portuguesa.

Desculpem se por acaso não está escrito como desejavam, porque não sou escritor somente sou um pobre marinheiro…

Jimmy o pescador   

publicado por marinheirojimmy às 23:46
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

.mais sobre mim

.Arte de Marinheiro







.Maio 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.Contador de visitas

page visitor counter
who is online counter blog counter

.posts recentes

. Assim se faz no mar do No...

. Oferta de Emprego para Ma...

. Trabalho no Mar do norte

. Assim se encontra o Petró...

. Doris descarregando Bacal...

. Pá da salga do bacalhau

. Promarinha, um nome a não...

. Servir Portugal

. Offshore

. Navios

.arquivos

. Maio 2018

. Abril 2018

. Outubro 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Janeiro 2017

. Outubro 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Fevereiro 2016

. Dezembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

.Contador