Quinta-feira, 23 de Abril de 2015

Comandante Tenreiro

comandante Tenreiro.jpg

 

 Arrastão Comandante Tenreiro da Lusitânia, no Atlântico Norte, anos cinquenta, pois já tem radar e a borda de bombordo ainda não foi fechada. Segundo do nome, pois o primeiro Comandante Tenreiro, construído de madeira para a pesca à linha, também para a Lusitânia, naufragou na Gronelândia em 1946 após colisão com um iceberg. Este navio de aço, foi o primeiro arrastão construído nos estaleiros da Figueira da Foz, segundo os planos dos primeiros arrastões da SNAB. A 23 de Dezembro de 1973, regressou da sua última campanha com avarias várias, ocasionadas por um temporal. Foi sujeito a algumas reparações em Aveiro e era suposto voltar à pesca. O 25 de Abril, fez mudar-lhe o nome, agora indesejável, para Gronelândia. O armador começou a desinvestir, vendendo os restantes navios a outros armadores. Depois de vários anos a chorar ferrugem em Aveiro, veio para Lisboa para ser demolido, sendo registado em Lisboa com o número LX-73-N para efeitos de demolição. Foi considerado demolido a 12 de Abril de 1984. Alguém tem fotos deste navio imobilizado em Aveiro? Foto Eduardo Lopes.

publicado por marinheirojimmy às 12:56
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 13 de Fevereiro de 2015

Pioneiros do bacalhau

934761_615467295266645_924329043807081252_n.jpg

Os prioneiros da pesca do bacalhau.

bacalhoeiros.jpg

 

 assim eram os primeiros navios do bacalhau.

e estes eram os pescadores dele.

10983192_613813825431992_6136548122336233263_n (1)

 

assim aqui lhe dou um pouco da vida de pesca do bacalhau

para que recordem ela e se sintam lá, sonhando por um segundo. 

 

publicado por marinheirojimmy às 16:39
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 3 de Dezembro de 2014

Despedida

Em homenagem aos pescadores e Marinheiros

DSCF6181.JPG

Aqui mais uma amiga envia um poema

Em homenagem aos pescadores

De Portugal

Loveright

despedida

Estica a tua mão,

em direcção á minha,

e, sente a solidão de minha inexistência.

Só a oração adoçará o exílio,

deste irmão a recordar,

 neste mar de aflição.

Só a oração acalmará,

o mar enfurecido,

que arrebata para si,

cada sopro de vida.

Estica a tua mão,

e vê um mar de gente,

que nunca viu o mar,

e naufragou nele,

sem o poder da oração.

Caminhamos todos na solidão,

das trevas submergem os delírios,

e num desabafo de alma,

pedimos auxilio.

Estica tua mão,

lança uma prece,

por cada irmão,

que naufraga na solidão.

 

            LoveRight

 

(Para o marinheiroJimmy & todos navegantes e marinheiros)

 

publicado por marinheirojimmy às 19:35
link do post | comentar | favorito (1)
Quarta-feira, 23 de Novembro de 2011

Passado da vida do Bacalhau

publicado por marinheirojimmy às 15:04
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 16 de Março de 2011

Eu e tu mais o Oceano

Entre mim e o oceano

Estás tu no meu pensamento

Toda hora e qualquer momento

Sinto tua voz

Tuas preces

Teu amor

Tua dor

E as saudades 

Sinto todo este vazio

Que preenchido pela vasta solidão

Deste oceano

Neste dia cinzento

Estou sem talento

Para te dizer algo lindo

Porque não encontro palavras

Para alegrar teu coração

Queria ser forte

Não só na imaginação

Desejava mais poder

Para te ajudar

Andar nesse caminho penoso

Estar ao teu lado

Na entre ajuda do teu calvário

Já que nada posso fazer

Ao teu lado estarei

Como leal amigo

Assim ficarei….

 

publicado por marinheirojimmy às 18:56
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Sábado, 23 de Outubro de 2010

Ao Sabor Das Ondas

sofrimento de pescadores

tentar dar a volta

correr com a vaga ou seja com a onda

isto é o que podem ver um pouco daquilo que os pescadores sofrem

publicado por marinheirojimmy às 22:33
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Dificel vida de Pescador

fotos dos barcos de pesca a fazer ((capa))aguentar o temporal.

a espera que a tempestade passe

em baixo da onda

entre as ondas

publicado por marinheirojimmy às 22:25
link do post | comentar | favorito
Sábado, 1 de Maio de 2010

Naufragio–Sentimento-Dor

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Naufrágio, sentimento de dor…

Neste momento de dor, vivo a perda de dois companheiros do nosso mar…
Com todo o respeito pela família, decidi escrever este poste para alertar certas situações perigosas, a quem anda por esses mares…
Aproveito no entanto o momento para lhes enviar os meus pesamos…
Sendo eu próprio marinheiro…

Estou triste, desolado pelo acontecimento aqui na nossa costa…
Mas porquê? Pergunto eu!
Dois irmãos… Jovens, cheios de vida deixaram rebentos que sentirão a falta deles.
No sustento, na educação, na partilha do dia a dia…
Perderam a vida neste lindo lugar piscatório chamado “CAXINAS”
Vila Do Conde
Onde os meios de sobrevivência, são a pesca. (Ou seja, o que dela resta)
Esta triste realidade…
Que acontece com muita frequência ao longo do ano…

Como podemos, por fim a estes naufrágios?
Que tanto nos magoa a alma e nos põem á prova a capacidade de aguentar tanto sofrimento.
Sentimos revolta por os ver partir, esses homens novos que labutam, para um futuro melhor para seus filhos…
Dia a pós dia, sol após sol, lá vai o homem para o mar sem saber se irá regressar…
Ninguém os protege, ninguém se preocupa com eles…
Gente humilde e nobre, filhos da terra essa que é as CAXINAS…
Não é com missas, nem choros, nem lamentações, nem bons discursos que se impede esta catástrofe de naufrágios…
Não é pagarem um lindo jazigo (a ultima morada de mais um pescador)
que se melhora a situação de segurança no nosso mar…
Sabem porquê?
Porque nossos políticos adormecem, sem nada fazer…
Nossos governantes fecham os olhos a toda estas tragédias…
O Ex. Sr. Ministro das Pescas.
Tem de se preocupar mais com o posto que ocupa e o que pode fazer pela segurança dos pescadores.
De uma vida depende muitas vidas…
Esta é a nossa triste realidade, que está alheia a outras realidades.
Será necessário perder ainda mais vidas, para se por fim a esta calamidade?
Não devíamos já ter posto mãos á obra?
A dor pode amortecer com o tempo…
Mas a cicatriz essa perdura para a eternidade.  Ainda hoje no meu passeio matinal quando estou em terra, ia observando a costa nortenha.
Vi um barco a navegar entre os molhos do porto da Povoa de Varzim…
Como a foto ilustra mais abaixo…
A lancha Poveira e sua tripulação…
Pode tristemente, observar que nenhum deles usa colete salva-vidas…
E depois as coisas acontecem infelizmente…
Mais uma vez me pergunto porquê?
Por desconhecimento, ou por falta de métodos…
Ou mesmo de algum orgulho próprio de arriscarem…

Sendo realista, sabemos que sem coletes salva vidas as hipóteses de salvamento são mínimas.
Já que com o colete 95% de vidas podem ser salvas…
È neste sentido que escrevi este poste…
Desculpem o meu desabafo, um grito de dor pela perda…
E ao mesmo tempo um grito de alerta…
Infelizmente vejo e noto no meu País uma grande falta de segurança…



Jimmy o marinheiro…

 

 

publicado por marinheirojimmy às 14:22
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito

.mais sobre mim

.Arte de Marinheiro







.Maio 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Comandante Tenreiro

. Pioneiros do bacalhau

. Despedida

. Passado da vida do Bacalh...

. Eu e tu mais o Oceano

. Ao Sabor Das Ondas

. Dificel vida de Pescador

. Naufragio–Sentimento-Dor ...

.arquivos

. Maio 2018

. Abril 2018

. Outubro 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Janeiro 2017

. Outubro 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Fevereiro 2016

. Dezembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009