Sábado, 10 de Outubro de 2015

Segurança no mar!

Elida.jpg

 

 

Pescadores. Marítimos, Pessoal do mar Este meu pensamento que magoa a minha personalidade de pescador e marinheiro, Caminhando lentamente par ao século xx1, tudo continua na mesma como foi igual ao outro tempo, Ano Apos ano acontece e ninguém é culpado, não é preciso Haver culpados mas sim acção Com mais segurança, de ambos lados, tanto de dentro como de fora, não será admissível Que se fale e nada se faça. Há muito a fazer LEIS, MUNDANÇA,PENSAMENTO, ATUAÇÃO, E MUITA REAPONSABLIDADE, PELA VIDA HUMANA. AS LEIS DEVEM SER COMPRIDAS COM RIGOR, O NÃO COMPRIMENTO DA LEI, O CULPADO DEVE SER PUNIDO. Ando de porto em porto, e vejo muitos erros de ambos lados, Muita falta de segurança E isso não se pode admitir, temos de olhar o horizonte em frente, todos no seu conjunto Não depende somente do governo, depende de todos os que trabalham no mar, ao redor da nossa costa. Nos noticiários me deparo com muita demagogia em torno dos casos, e ninguém diz que vai faz algo de concreto, Somente ouço vozes e desabafos, são anos seguidos, não é uma só vez, mas sim vezes sem conta, não podemos deixar o rio desaguar se ele estar poluído, ele vai para o mar e o queremos de volta, seguro e salvo. Muito teria a dizer mas de momento vou ficar por aqui. O meu muito obrigado. JIMMY O MARINHEIRO

publicado por marinheirojimmy às 10:13
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 11 de Junho de 2015

Senhor da Pedra

senhor da pedra.jpg

" Ordens a meia -noite "
Já tinha passado o alvor !. . .navegar em 12 braças de agua por fora da ínsula , chalandra em baixo proeiros atentos em busca do ouro de " São João " . Por fora de mim vinha o Mestre " Ti Canuna " "e o Mestre Zé Caravela ". . .sonda limpa, sonar limpo, e tristezas espelhadas no rosto. Ao cambar a " Burra pesqueiro" para o sul vejo o mestre " Ti Ezequiel "alar as peças no rego da " Joana pesqueiro " . . .grande carga de sardinha calei-me !. . . e apartei um 1/4 de milha para a terra , ficando com a " Oliveira " pela proa , começou a marcar uns peixitos das 6 braças para o fundo e o sonar começou a cantar de alegria há aperta um bocadinho a estiva e perguntei ao contra / mestre " Que rumo vais!. . . a oeste quarta sudoeste !. . . sonar ficou todo vermelho . . . anda a norte!. . . rumo. . . norte direito!. . . quarta leste!. . . vai na hora de Deus larga !. . . caíqua fica pela popa , retenida a correr argolas a saltar da caneja e o " Ti Zé da Nora " a contar 1 2 3 4 . . . 45!!. . . lanço redondinho e chega a traineira com a proa de norte a caíqua , maçaricas para dentro calôes aos guinchos e aladores presos a traineira num sinal de coragem e força. E ouve-se gritos!. . . " andai a biba ". . . aguas paradas cotê pela proa e pela a ré e as gaivotas numa sinfonia rodando a cortiça num sinal de esperança. As traineiras que me acompanhava rumo na minha direcção , falaram ao rádio " estas safo da burra" respondendo o mestre !. . . . o peixe cegou-me os olhos , acho que estou safo, mas seja o que " Deus " quiser!. . . ouço gritos esta a bater a proa é grande!. . . . Olho para a ré e vejo o meu contra / mestre a lançar o barrete ao mar gritando!. . . " esta a boiar a ré ". . . .Num acto de malandrice calei-me esperei que as argolas viesse dentro. olho para o norte e vejo o Mestre " Ti Canuna " e o saudoso Mestre " Caravela " refiro-me a moeda de 50 escudos que uma dessas faces tinha o desenho de uma caravela , e assim ficou a alcunha para toda a vida .As argolas já estavam dentro começa a virar a rede e ia fechando e a rainha dos mares brilhavam como prata. . . Enxuga !. . . pus a mão a cupejada apertei e não tinha barco para tanto peixe!. . . enchi a conta e brindei o meu amigo e camarada de longa data o Mestre Caravela com outra conta . Rumo a Leixões a toda a palheta e ao rodar o farol " Verde " do porto doca sem barcos, e um mar de gente ansioso pelo ouro de " São João " passo cabos a terra . . . Homens aos ganchos e num alar de frenesim a " Bibá !. . . primeiro carro a venda rendeu 18 contos cada cabaz, os rostos até aqui tristes e gelados do orvalho de " São João " encheram se de alegria e felicidade . Terminada a descarga exclamou o escrivão estamos ricos !. . . 17 mil contos limpo pó livro , vinde as portas vermelhas para receber caldeirada . . . .- Ò mar !. . . Tanto nos dás lágrimas como de alegria !. . . Hoje salvamos a safra e salvamos a" Rainha pela Cona. . . !
" Diários de bordo "

 

publicado por marinheirojimmy às 23:22
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

.mais sobre mim

.Arte de Marinheiro







.Maio 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.Contador de visitas

page visitor counter
who is online counter blog counter

.posts recentes

. Segurança no mar!

. Senhor da Pedra

.arquivos

. Maio 2018

. Abril 2018

. Outubro 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Janeiro 2017

. Outubro 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Fevereiro 2016

. Dezembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

.Contador